Home / INICIO / O urso que lutou na segunda guerra mundial

O urso que lutou na segunda guerra mundial

Muitos animais tiveram participações marcantes na história da humanidade; como Bucéfalo, a montaria de Alexandre, O Grande; Cher Ami, a pomba-correio que salvou um batalhão inteiro da tríplice entente na Primeira Guerra Mundial ou a cadela Laika- o primeiro mamífero a ir ao espaço. Hoje falaremos um pouco sobre Wojtek- um urso pardo adotado pelos aliados na segunda guerra mundial.

Nossa história começa em 1939. Logo após a invasão germano-soviética da Polônia, que resultou na segunda guerra mundial, milhares de soldados poloneses foram processados pela polícia secreta soviética e condenados a sofrer a pena nos gulags- campos de trabalho forçado no interior da União Soviética.

A sorte desses soldados mudou em 1941, com a invasão alemã em solo soviético. A urgência do exército vermelho para resistir aos invasores os fez assinar um acordo com esses prisioneiros, que ficaram comprometido em ajudar as forças aliadas em troca de sua liberdade. Ficou estabelecido então o surgimento de um novo exército polonês, que se formou no oriente médio sob o comando britânico.

E foi em seu novo quartel general que um garoto iraniano os trouxe um filhote de urso que havia perdido a mãe graças a um grupo de caçadores. O filhote foi adotado pelos poloneses, e virou o mascote da tropa. Recebia frutas, mel, melaço, cigarros (que ele tanto fumava quanto comia) e cerveja de seus donos.

Em 1943, o exército polonês precisou sair do oriente médio para ser transferido ao novo teatro de operações na Itália. Essa transferência trouxe um problema, pois não era permitido o transporte de mascotes pelos soldados. E por isso, Wojtek foi alistado como um soldado de artilharia, inclusive recebendo um número de registro e a patente de soldado.

O grande momento de fama de Wojtek chegou na batalha de Monte Cassino, em 1944. Durante a batalha, seu cuidador teve de parar de dar atenção por alguns minutos para ajudar seus companheiros a manusear os canhões. Ao ver aquelas centenas de soldados transportando munições e foguetes de um lado para o outro, o urso começou a achar que tratava-se de uma brincadeira, e decidiu fazer igual. Wojtek então começou a pegar as munições de canhão espalhadas pelo acampamento e carregar até seus operadores. Essa participação na batalha de Monte Cassino fez com que o urso se tornasse o símbolo de sua companhia.

Terminada a guerra, Wojtek foi enviado para o zoológico de Edimburgo, onde passou o resto de sua vida sendo visitado por jornalistas e pelos veteranos que lutaram ao seu lado. Morreu aos 21 anos, em 1963.

About Lucas Mayon

Estudante de Direito em Brasília, criador da página.

Check Also

Falhando miseravelmente em Age of Empires II

  Então basicamente você começa o jogo com meia dúzia de aldeões e logo de …