Home / INICIO / Paranaguá: A esquecida batalha entre britânicos e brasileiros

Paranaguá: A esquecida batalha entre britânicos e brasileiros

Quando se estuda sobre a história brasileira, é bastante comum encontrar passagens que falam da perseguição aos navios negreiros no Atlântico. Porém, um evento muito pouco abordado ocorreu nas águas do atual estado do Paraná. Este evento foi o combate naval entre navios brasileiros e britânicos e é sobre isto que irei falar hoje.

 

Bom, sem mais delongas, vamos ao texto.

 

ANTECEDENTES

 

No ano de 1845, surgiu o Aberdeen Act ou Bill Abardeen, que autorizava navios britânicos a capturarem navios negreiros no Atlântico. Isto acabou causando alguns desentendimentos diplomáticos entre o Império do Brasil e o Reino Unido, em especial por conta da pressão dos grandes senhores de escravos brasileiros. Com isto, alguns navios britânicos em especial o HMS Winchester e o HMS Cormorant começaram a entrar no litoral brasileiro para realizar as prisões dos navios negreiros, causando situações ainda mais delicadas entre o governo destes dois países.

 

O INCIDENTE DE PARANAGUÁ

 

Em 1850, o HMS Cormorant em uma de suas missões de patrulha no litoral brasileiro, acabou encontrando quatro navios com fortes indícios de que estavam carregando escravos. Isto desencadeou uma perseguição por parte do navio britânico contra os navios brasileiros.

 

No final de junho e início de julho de 1850, o navio britânico entrou na região do Porto de Paranaguá, agiram com extrema arrogância e prenderam alguns navios brasileiros sem darem satisfação para as autoridades locais e para a alfândega do porto. Com isto, a Fortaleza de Nossa Senhora dos Prazeres de Paranaguá abriu fogo contra o navio britânico, desencadeando um combate nas águas de Paranaguá. Os navios brasileiros que estavam sendo perseguidos ajudaram a fortaleza a atacar o navio dos britânicos, porém os barcos Dona Anna e Sereia e a galera Campeadora já estavam aprisionados, o que foi um peso para os brasileiros. Na ocasião, o capitão de um dos navios chegou a afundar o seu próprio navio para não te-lo capturado pelos britânicos.

 

No final de tudo, o navio britânico foi expulso das águas de Paranaguá e foi avariado, porém, conseguiu levar os dois navios brasileiros capturados. Já do lado brasileiro, além da perda de dois navios, poucos soldados saíram mortos e ocorreram poucos danos na fortaleza. Dias mais tarde, o capitão do navio britânico afundou as embarcações brasileiras capturadas.

 

CONSEQUÊNCIAS

 

O combate teve repercussão internacional, algo que surpreendeu o governo brasileiro e britânico que pretendiam abafar o caso por questões diplomáticas.

 

Com a repercussão no exterior, o governo brasileiro se apressou para colocar em prática uma lei que acabasse de vez com o tráfico marítimo de escravos. Até que ainda no ano de 1850, a lei Eusébio de Queiroz foi apresentada, pondo o tráfico marítimo de escravos como um crime.

About Osório

Pernambucano. Editor da Historical footage Made In Brazil e Zueiras Históricas, A Zueira Contra-ataca, amante de história.

Check Also

A anti-vacina no Rio de Janeiro

A Revolta da Vacina começou em Novembro de 1904, sendo um levante popular contra as …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *