Home / EXPLORED HISTORY / O dia em que as aves derrotaram a Austrália
15th regimento de emus preparados para a batalha. Austrália, 1932

O dia em que as aves derrotaram a Austrália

Camaradas, hoje falaremos sobre a Guerra do Emu: uma guerra travada na Austrália, em 1932, em que o exército australiano saiu derrotado por aves.

Nossa história começa no início deste mesmo ano, quando os fazendeiros no interior da Austrália começaram a enfrentar dificuldades financeiras causadas pela crise de 1929 e graves problemas nas suas plantações, que eram atacadas por emus- uma ave australiana parecida com um avestruz.

Os emus migravam naturalmente do interior do país para o litoral. Mas com o crescimento das plantações e a criação de novas fontes de água para atender as demandas dos agricultores, a população da ave triplicou, e na migração de 1920 elas passaram a ser um problema grave para os australianos, atacando e saqueando as plantações que encontravam em seu caminho.

A situação da migração emu foi se agravando, até que, no fim daquele ano, o governo australiano declarou estado de guerra contra os emus, enviando soldados armados com metralhadoras para o interior do país para matar as aves.

Ao localizar um grupo de emus se aproximando de uma das fazendas, os soldados enviados, junto com a população local, planejaram uma emboscada, em que foram disparados 2500 tiros. Somente alguns emus morreram nessa emboscada, que não chegou nem perto de conter o problema.

O fracasso em exterminar os emus dessa forma se deve ao comportamento dessas aves quando ameaçadas: os emus, na presença de um predador, se reúnem em pequenos grupos, tornando-se alvos difíceis de acertar. Além disso, a pele grossa dessas aves, apesar de nao ser forte o bastante para impedir a perfuração das balas, era grossa o bastante para conter uma bala de metralhadora, impedindo de acertar o emu que estivesse atrás.

Novas tentativas foram feitas pelo exército australiano, nenhuma delas alcançando os resultados esperados. Após a última tentativa, dos 20000 emus que o governo planejava exterminar, apenas 2500 foram mortos. O governo australiano então assumiu a derrota, tirando do exército a função de caçar essas aves e passando a dar uma recompensa aos caçadores que conseguissem matar ou capturar emus.

About Lucas Mayon

Estudante de Direito em Brasília, criador da página.

Check Also

Desmistificando a Guerra dos Farrapos

A guerra dos farrapos foi sem dúvida a mais duradoura e é a mais conhecida …