Home / BLOG / Lembra quando lhe disseram pra não beber quando for dirigir?
Austrian infantry during the Karansebes incident, 1788. Oil on canvas.

Lembra quando lhe disseram pra não beber quando for dirigir?

A Guerra Turco-Austríaca de 1787

Entre os anos de 1787 e 1791 a Casa Real dos Habsburgos, parte do Sacro Império Romano Germânico, estava em guerra com os Turco-Otomanos. O que ficou conhecida como a Guerra Turco-Austríaca de 1787.

Até aí tudo bem, os europeus já estavam acostumados a dar um pau nos vendedores da 25 de março entrar em guerra com os otomanos, em especial os austríacos, que já tinham experiência tomando no cu com as invasões otomanas do último século.

Em um belo dia, mais precisamente no dia 16 de Setembro de 1788 um exército dos Habsburgos composto de cerca de 100,000 homens montou acampamento próximo à pequena cidade romena de Karansebes. A monarquia de habsburgo sempre foi conhecida por seu tamanho e multiculturalismo: O exército era composto por Italianos, Romenos, Sérvios, Alemães, Austríacos, Albaneses e Croatas.

O amanhecer da batalha

Logo no dia seguinte, próximo às 5h da manhã, um destacamento de Hussardos (cavalaria alemã) desceu até a cidade, onde foram recebidos com alegria pelos cidadãos, que ofereceram schnapps aos cavaleiros. O destacamento prosseguiu escoltando a região, procurando pelo exército turco.

Errata: Se você não sabe o que é schnapps, é literalmente pinga.

Alguns momentos depois, um destacamento de infantaria ligeira (provavelmente Bersaglieri italianos) desceu para a cidade, onde encontrou o destacamento de cavalaria. Uma discussão começou quando os soldados de infantaria pediram schnapps aos Hussardos, que negaram. Momentos depois a discussão se acalorou, e um tiro foi disparado. Os membros da cavalaria, bêbados, imaginaram que o tiro se tratava de turcos, atacaram os Bersaglieri.

Austrian infantry during the Karansebes incident, 1788. Oil on canvas.

Durante o conflito entre os Bersaglieri e os Hussardos, alguns membros da infantaria começaram a gritar “Turci! Turci!” (Turcos! Turcos!). Os Hussardos, acreditando se tratar de um ataque iminente dos turcos, fugiram, assim como os Bersaglieri.

Não se sabe como iniciou-se depois, mas tropas nos acampamentos ouviram o alarme falso e começaram a fugir. Oficiais alemães começaram então a gritar “Halt!” (Parem!), o que foi confundido pelas tropas que não falavam alemão com “Allah!”

Enquanto a cavalaria corria pelo acampamento, um líder de companhia (não se sabe qual) viu os cavalos e pensou se tratar de uma carga de infantaria turca, ordenando assim uma barragem de artilharia. Tudo isso em meio à neblina da manhã romena.

A artilharia acordou todo o acampamento, que por algum caralho de motivo também se encontrava em chamas. Os soldados alemães completamente assustados começaram a disparar a qualquer sombra que viam, não sabendo se tratar de Bersaglieri italianos e de infantaria Austríaca, achando que os turcos estavam em toda parte.

Consequências

O conflito evoluiu para um ponto em que TODOS OS 100,000 SOLDADOS foram obrigados a recuar. O Sacro Imperador Romano Germânico, Joseph II, em meio ao alvoroço, foi empurrado de seu cavalo e caiu dentro de um córrego, sendo encontrado (vivo) apenas algumas horas depois.

Dois dias depois o exército turco-otomano realmente chegou a Karansebes, onde encontraram cerca de 10.000 (DEZ MIL) mortos espalhados pelo campo. Nesse dia o Pasha Otomano disse sua frase mais célebre:

“Mas que caralho é esse?”

– YUSUF, Koca.

Austrian infantry charging austrian infantry during the Battle of Karansebes, modern Romania, 1788. Oil on canvas by unknown author.

About Vitor Machado

Estudante de Comunicação Social - Relações Públicas na Universidade Federal do Paraná. Amante de história e escritor de fanfic. 19 anos.

Check Also

O Sacro Império Romano-Germânico

Na foto: os sete eleitores confraternizando com o recém coroado Maximiliano I de Habsburgo, após …